retornar  

DVDs "Sleeping Beauty" e "The Lion King" (R1) - Comentários

October 20 2003 at 8:40 PM
Matheus 

 
Semana retrasada finalmente recebi dois aguardados DVDs: a edição especial de "A Bela Adormecida" e o box especial de "O Rei Leão". Vou fazer alguns comentários gerais quanto aos conteúdos dos dois títulos e, no caso de "Sleeping Beauty", comparar com as versões internacionais (para isso, vou usar como base a resenha que escrevi aqui no fórum em janeiro, relativa à edição inglesa e que pode ser acessada em http://www.network54.com/Hide/Forum/message?forumid=102742&messageid=1045020415).

--SLEEPING BEAUTY--

EMBALAGEM:
[Edição Inglesa]A embalagem do DVD é uma Amaray dupla, semelhante à edição brasileira de "Monstros S.A.", mas a coloração é azul/lilás.

[Edição Americana]O DVD vem com a mesma embalagem do DVD americano de "A Bela e a Fera": o estojo é Amaray duplo de cor preta, e vem dentro de uma 'luva' de papelão que "abre como um livro". O principal problema é com a arte da capa em si. Ainda que não estejam feios, os personagens estão obviamente off-model, com a Aurora parecendo uma versão disfarçada da boneca Barbie (até colocaram ela de vestido cor-de-rosa, sendo que ela usa o vestido azul em 99% do filme). O livreto incluso também é semelhante aos das edições de platina, pois apresenta todos os extras dando detalhes dos mesmos.

IMAGEM:
[Edição Inglesa]Eu já tinha me impressionado com a transferência Pan-&-Scan do DVD brasileiro, mas a deste aqui superou qualquer espectativa! A imagem está impecável: a definição é impressionante, as cores são limpas e ultra-vibrantes, sem falar que todos os detalhes nos cenários (que não são poucos)pulam da tela. Alguma leve granulação pode ser percebida em algumas poucas cenas - mas como disse, é muito leve, e se sua TV estiver própriamente calibrada, nem será percebido nada! E a melhor parte: o filme está em sua relação de aspecto original, widescreen 2.35:1, e tranferência anamórfica!

[Edição Americana] O DVD americano de "Sleeping Beauty" traz duas versões do filme: a do aspecto original em widescreen e a versão mutilada em tela cheia. Eu esperava uma transferência igual a vista na edição inglesa que, apesar de muito impressionate, pecava levemente em alguns pontos (certa granulação em algumas cenas do filme, especialmente percebível durante os créditos iniciais; e ainda certo "flickering" na imagem, ou seja, quando a tela parece 'pulsar' ou 'piscar').
Surpreso fiquei quando pressionei "Play" no menu e vi que a Disney se deu ao trabalho de fazer uma transferência impressionante ficar mais impressionante ainda. Sim, o filme foi restaurado novamente, eliminando de vez todo e qualquer tipo de sujeira. Os créditos estão limpos, os problemas de "flickering" foram ajustados... ou seja, a imagem está perfeita, a nível de "Branca de Neve". As texturas e cenários estão mais detalhados e nítidos do que nunca, assim como todas as células cuidadosamente pintadas a mão.
Até a versão em tela cheia dá um banho na versão que foi lançada no Brasil, que possuia alguma sujeira aparente (principalmente pelo fato da imagem ser "ampliada" durante o pan-&-scan, fazendo os defeitos ainda mais visíveis). Novamente, qualidade impecável.

SOM
[Edição Inglesa] Encontramos duas trilhas no disco: uma Dolby Digital 5.1, e outra em DTS 5.1, ambas em inglês. Sem surpresa, a trilha DTS é a melhor das duas - foi gravada em um volume mais alto, possui melhor dinãmica nas canções e trilha, e ainda faz melhor uso dos canais. De qualquer modo, são duas ótimas mixagens, principalmente levando em consideração a idade do filme.

[Edição Americana] Este é o único aspecto em que a versão americana perde para a européia. Infelizmente, a trilha DTS foi jogada fora da versão americana a favor da versão "fullscreen". A trilha DTS que é mais "colorida" e detalhada em comparação a trilha em Dolby Digital, sendo mais agressiva em termos de efeitos surround. A trilha Dolby Digital no DVD é idêntica à do DVD brasileiro e inglês. Também disponíveis no disco são as trilhas em francês e espanhol.

MENUS
O menu do disco 1 é idêntico nas três edições. Começa com a animação das três fadas voando em direção ao castelo, onde está o livro da Bela Adormecida, que se abre e revela o menu, com a animação da Aurora e Phillipe dançando ao fundo. O disco 2 já é diferente. No DVD região 2, o menu começa com o livro em live-action que vemos no filme, que se abre e revela as opções do menu. Já no região 1, a animação do livro é a mesma vista no menu do disco 1. Já a estrutura báscia dos menus em si é a mesma.

EXTRAS
Obviamente, não farei uma comparação de cada extra entre as duas versões, pois eles são iguais na maioria das vezes. Assim, apenas comentarei quando existe alguma diferença. OBS: Os extras exclusivos da versão americana estão assinalados com um *.

Disco 1:
O primeiro disco possui apenas um extra, que é uma trilha de comentários em áudio* apresentada pelo historiador Disney Jeff Kurtti e conta com os depoimentos dos seguintes participantes: Diretor de arte Eyvind Earle; Voz da "Aurora" Mary Costa; Supervisores de animação Ollie Johnston e Marc Davis; Artista de backgrounds Frank Armitage; E os artistas Disney Mike Gabriel And Michael Giaimo.
O comentário é no mesmo estilo do encontrado no DVD de "Peter Pan" e é similar aos vistos nos DVDs de "Branca de Neve" e "Fantasia", mas a falta da presença de (das gravações com) Walt Disney é notável. A trilha é bastante interessante, e cobre muito bem várias partes da produção, como desing, animação, os efeitos especiais, o formato CinemaScope e o conflito entre Eyvind Earle e os animadores do estúdios. Mary Costa também conta algumas anedotas bastante curiosas envolvendo sua relação com Walt, e vemos como Mike Gabriel e Michael Giamo são fãs do filme (ou seja, não é nenhuma surpresa a influência de "A Bela Adormecida" em "Pocahontas". Durante a trilha, ainda podemos escutar duas canções que foram excluídas do filme. Muito bom!

O disco ainda traz uma variedade de trailers e comerciais de produtos Disney, mas é notável a presença do trailer de "Brother Bear". É o mesmo trailer presente no DVD do "Planeta do Tesouro" (aquele primeiro que apareceu na internet), com algumas modificações e novas cenas dos bastidores.

Disco 2
O segundo disco é basicamente divido em duas seções. A primeira, "Games, Music & Fun" é obviamente dirigida aos pequenos. Aqui encontramos:

·Disney's Art Project*: aqui onde um par de mãos (!!!)ensina as crianças a construir um dragão ou uma princesa utilizando sucata que pode ser encontrada em casa.

·Ink and Paint Studio: estúdio onde pode-se pintar todos os personagens do filme.

·Save Aurora Adventure Game: jogo superficial onde deve-se responder perguntas ao longo do caminho para chegar ao castelo, enfrentar Malévola e beijar a princesa.

·Princess Personality Profile Game*: respondendo uma série de perguntas, ao final a fada Primavera lhe diz com qual princesa Disney você mais se parece.

·“Once Upon A Dream” Sing-Along Song (02:54)*: o clássico Cante com Disney. O interessante aqui é ver como o filme estava em péssimas condições antes de ser restaurado.

·“Once Upon (Another) Dream” Music Video Performed By no secrets (03:39)*: infelizmente, parece ser regra que os novos DVDs Disney devam ter assustadores video-clips interpretados por grupinhos pop que ninguém nunca ouviu falar na vida. Aqui, as garotas do "No Secrets" (Isso mesmo, "No quem?") cantam uma nova (e terrível versão) de "Once Upon a Dream", enquanto são transportadas para os cenários do film. Eca!

Finalmente, entramos na seção "History & Behind the Scenes", direcionadas aos fãs mais crescidos. Aqui encontramos várias subseções.

·ONCE UPON A DREAM: THE MAKING OF SLEEPING BEAUTY (16:22): O mesmo documentário presente nos DVDs internacionais. Apesar da curta duração, possui preciosas informaões e entrevistas com os mesmos artistas que escutamos nos comentários em áudio, com a adição de Marc Davis, Frank Thomas, Ken Anderson e Eric Goldberg, além da presença sempre importante do historiador Leonard Maltin.

*STORY

·The History of the Story: 10 páginas de texto falando das origens do conto e da produção do ballet de Tchaikovsky.

·The 1951 Outline: 46 páginas de texto apresentando a versão inicial do roteiro. É interessante observar como este primeiro rascunho é muito mais "dark" do que acabou sendo o filme final. [ATUALIZAÇÃO] A versão americana estranhamente apresenta esse extra em forma de vídeo, com uma voz feminina narrando o texto, com uma duração total de 22 minutos. Eu prefiro ainda o formato de telas de texto.

·Storyboard Sequences: as cenas "As Fadinhas Colocam o Castelo Para Dormir" e "O Príncipe é Capturado" são apresentadas em sua fase inicial. O material apresentado é diferente do visto no filme final, o que acaba fazendo-o ainda mais interessante de assistir. [ATUALIZAÇÃO] O DVD americano apresenta uma introdução do animador Disney Andreas Deja, mas estranhamente corta pela metade o storyreel da cena das Fadinhas. O DVD região 1 também se difere por apresentar os storyboards sendo comparados com o filme final, em oposição ao região 2 e 4, que mostram os storyboards em tela cheia.

*PRODUCTION

·The Music of Sleeping Beauty (02:46): mostra uma entrevista com Mary Costa (a voz da Princesa Aurora) que dá alguns comentários sobre sobre sua experiência durante a produção do filme e sobre a adaptação da trilha de Tchaikovisky.

·The Design (03:22) Leonard Maltin, Eyvind Earle, Michael Giamo e Eric Goldberg falam detalhes da produção do estilo criado para "A Bela Adormecida", e vemos a grande influência que o filme foi para "Pocahontas" entre outros animados.

·Creating the Backgrounds (01:07): Earle mostra os passos principais da produção de um cenário do filme, do mesmo modo que ele ensinou os artistas do estúdio.

·Live-Action Reference: aqui encontramos as seqüências da dança da Rosa Silvestre e da batalha do Príncipe Philipe e o dragão filmadas com atores reais para servirem de guia para os animadores. A seguir, encontramos uma galeria de fotos - cuja algumas deixam um cheiro de rotoscópia no ar.

·The Restoration (02:57): um programa detalhista onde vemos passo-a-passo o processo de restauração do filme. É impressionante a grande quantidade de trabalho que os artistas fazem até o filme estar com qualidade impecável- os personagens são até recortados dos cenários e re-pintados. A diferença entre a antiga e a nova versão é gritante!

·Widescreen to Pan and Scan Comparisson (05:58): um extra que deveria estar em qualquer DVD! Mostra três cenas chave do filme (a seqüência inicial do batizado, Malévola e seus criados no castelo, e a canção "Once Upon a Dream") em sua bela composição original em CinemaScope no topo da tela, enquanto a terrível versão mutilada fica logo abaixo. [ATUALIZAÇÃO] O filmete no DVD americano apresenta uma introdução com Andreas Deja, que explica a diferença entre os dois formatos. A seguir, temos apenas a cena "Once Upon a Dream". As duas outras cenas não foram incluídas. Uma pena, pois durante a cena mostrada aqui cortam-se basicamente cenários, enquanto nas outras duas perdemos muita animação também. O filme no DVD american possui a duração de 03 minutos e 50 segundos.

*SLEEPING BEAUTY GALLERIES
Esta seção é basicamente idêntica ao DVD europeu, mas a diferença é que agora as galerias possuem comentários em áudio, ao estilo dos DVDs "Platinum". O diferente é que os comentários são divididos entre crianças e adultos - os quadros marcados com a Fada Fauna possuem comentários para adultos, enquantos os marcados com uma coroa são para crianças. Além do guia virtual, as galerias são introduzidas com telas de texto com detalhes da produção. As galerias são as seguintes:

·Layouts and Backgrouns: 91 imagens

·Sleeping Beauty Storybook: uma versão CG do livro utilizado no filme para introduzir a história. Todas as 16 páginas estão aqui, para serem estudadas com mais atenção.

·Posters: 15 imagens

·Disneyland Walkthroug: 14 desenhos criados por Eywind Earle para a atração da Disneylândia - que abriu mais de um ano antes do filme estrear!

·Storyboards: 42 imagens

·Character Design: traz desenhos criados para desenvolver as personagens "Aurora/Briar Rose"(55 imagens), "Maleficent and Her Minions" (55 imagens), "The Three Good Faries"(32 imagens), "The Royal Characters" (32 imagens), e "Miscelanious Characters" (41 imagens).

·Visual Development: a mais vasta e detalhada das galerias, com 143 imagens.

*PUBLICITY
Seção exclusiva ao DVD europeu, onde encontramos:

·Original Teaser Trailer (01:43): mostra apenas letreiros contra alguns cenários do filme, anunciando que "o melhor filme de Walt Disney vai estar disponível em breve neste cinema".

·Original Theatrical Trailer – 1959 (03:11): trailer característico da época, que apresenta os personagens do filme.

·Trailer – 1995 (01:26): O melhor dos trailers, traz uma montagem moderna do filme com acompanhamento da trilha do filme (creio eu) "Bettlejuice".

*SCRAPBOOK

·Behind the Scenes: 27 fotos coloridas e em preto-e-branco, tiradas durante a produção do filme. Apesar de que a maioria dos fotografados vão ser facilmente reconhecidos pelos fãs Disney, legendas de indentificação ou comentários seriam uma interessante adição.

·Publicity: 21 fotos e desenhos de anúncios feitos para produzir o filme. É interessante ver a relação de alguns desenhos com datas festivas com Natal e Páscoa (os personagens montando uma árvore de Natal ou pintando ovos de Páscoa, por exemplo).

·Merchandise: 18 imagens de produtos criados com base no filme. A boa e velha Disney capitalista!

·Theme Parks: 10 fotos mostrando as atrações baseadas em "A Bela Adormecida" na Disneylândia americana e francesa. [ATUALIZAÇÃO] O DVD americano traz um total de 26 imagens, mostrando novas fotos dos vitrais e tapeçarias vistas no castelo da Disneyland Paris.

*FOUR ARTISTS PAINT ONE TREE (16:09): programa de 1958 da série Disneyland, mostra Walt Disney apresentando quatro artistas do estúdio (Eyvind Earle, Marc Davis, Walt Peregoy e Joshua Meador) e suas quatro visões diferentes na hora de desenhar uma mesma árvore. Como não poderia de ser, tambem serve de publicidade para "A Bela Adormecida", e vemos algumas cenas bem interessantes da produção. O legal mesmo é ver os artistas falarem suas falas em um modo forçado e nada natural!

*THE PETER TCHAIKOVISKY STORY (29:00): originalmente produzido para a série Disneyland em janeiro de 1959, depois foi unido como um único filme em outubro do mesmo ano e lançado nos cinemas como um veículo para promover "A Bela Adormecida". É interessante de se assistir, mesmo que o filme seja mal atuado e editado.

*GRAND CANYON (28:55): curta produzido em 1959 que antecedeu as exibições de "A Bela Adormecida". Dirigido por James Algar (o mesmo de "O Aprendiz de Feiticeiro"), não é o mais divertido dos programas, mas a bela fotografia vale a assistida. Reune cenas do local com com música do compositor Ferde Grofé. Apresentado em widescreen 2.35:1 (não á anamórfico) e trilha 5.1.

COMENTÁRIOS FINAIS
Apesar de ser chamado apenas de "Special Edition" (por que não chamar de Masterpiece Edition de uma vez?), o DVD de "A Bela Adormecida" é digno de uma edição de Platina. O filme recebeu uma restauração digna de um clássico, e os extras deixarão qualquer um ocupado por horas. O único ponto negativo nessa edição é a falta da trilha DTS e a edição de dois extras, mas nada que incomode. O DVD é extremamente recomendado, e recomendo que aqueles que pretendem compra-lo fiquem espertos, pois o filme entra em moratória dia 31 de janeiro de 2004.

--THE LION KING--
Não creio que seja necessário uma resenha detalhada de “O Rei Leão”, já que a maioria do pessoal já possui o DVD. Além disso, existem várias resenhas detalhadas on line.
Bem, depois de todos esses anos de espera, o DVD de “O Rei Leão” atende as expectativas? Bem, de certa forma.

Assim como em “A Bela e a Fera”, temos a opção de assistir duas versões do filme, a original ou a edição especial. Como todos sabem, a nova edição do filme traz a nova canção, “Morning Report”. Eu já havia comentado a cena aqui no fórum, e já expressei que tal adição é totalmente desnecessária e serve apenas para vender mais DVDs. De qualquer modo, podendo escutar a música em inglês, confesso que a mesma é bastante divertida e gruda na cabeça, mesmo que quebre o ritmo do filme (...).
Quanto a tal edição original, todos já devem saber que é apenas a versão IMAX menos “Morning Report”. Ou seja, todas as modificações feitas estão ali... a animação realçada, o novo logo da Walt Disney Pictures no início, os novos crocodilos da canção “I Just Can’t Wait To Be King”, as novas cachoeiras de “Can You Feel The Love Tonight?” e até mesmo uma nova animação de Scar durante a cena do cemitério de elefantes. Como se não fosse o bastante, os créditos finais também estão diferentes: eles não “rolam” (literalmente) como na versão original, e são apresentados em “blocos”. O problema é que passa tudo tão rápido que é impossível de ler tudo.
Está certo que os cineastas têm o direito de mexer em seus próprios filmes (mesmo que muitas vezes isso não seja correto...) e tenho certeza que Roger e Rob estão felizes com as mudanças. Mas isso não quer dizer que nós não temos o direito de ver a verdadeira versão original de 1994! O pior de tudo é que a Disney está fazendo propaganda enganosa... e pior ainda é que o Don Hahn MENTIU em uma entrevista, dizendo que teríamos o filme como foi visto em 1994, sem animação realçada nem nada.
Está certo que a Disney não inclui a versão original no mesmo disco possivelmente para não afetar a qualidade de imagem, como aconteceu com “A Bela e a Fera”, mas isso não é desculpa para não termos a mesma no formato digital. Afinal, por que não seguir o exemplo de Spielberg, que lançou um box do “E.T.” com a edição original em um terceiro disco?

Quanto a qualidade técnica do filme em si, acho que a mesma dispensa comentários. A imagem é uma das mais belas transferências vistas em qualquer DVD Disney (eu diria que se iguala à todos os animados lançados desde “Tarzan”) e o detalhe nos cenários e animação são impressionantes. E fiquei muito feliz em ver que eles respeitaram a relação de aspecto original de 1.66:1, ao contrário de “A Bela e a Fera”, que foi cortado para 1.85:1. E para melhorar as coisas, não há artefatos digitais ou de compressão na imagem.

O som faz jus aos elogios, pois é realmente impressionante. Temos a opção de assistir o filme com a mixagem original em Dolby Digital 5.1 e também o novo Disney Enhanced Home Theater Mix, feito sob medida para home theater pelo designer de som Terry Porter. E digamos que a diferença entre a nova e a antiga trilha é gritante. O DEHTM te joga no meio da ação do filme, seja durante o estouro da manada ou a aparição de Mufasa nas nuvens. Nas partes musicais você sente como se estivesse no meio da orquestra. Digamos que não existe o senso de “canais frontais e traseiros”, a trilha enche a sala de sons e “cores”. Para comparação entre a mixagem antiga e a nova, eu recomendo duas cenas em especial: a abertura “Circle of Life” e a cena do estouro da manada. É impressionante como a nova mixagem é muito mais ousada e incorporada que a antiga, pois possui um uso muito mais rico e agressivo dos surrounds e do subwoofer. Ou seja, a sua sala vai literalmente sacudir. Eu disse que estava curioso em conferir a versão brasileira, pois possui a trilha DTS. Mas sinceramente, depois de ouvir o que temos no DVD aqui, acho que uma trilha DTS nem é necessária (apesar que talvez melhore mais ainda a qualidade do som). Palmas para Disney e para Terry Porter! Por favor, nos tragam Enhanced Home Theater Mix para “Aladdin”, “A Pequena Sereia” e “Pocahontas” também!

Quanto aos menus, essa é provavelmente a parte mais negativa do DVD. O primeiro disco abre com uma animação 3D do Zazu sobrevoando as Terras do Reino. Quando ele chega na Pedra do Rei, ele nos apresenta as opções do menu, que incluem os extras espalhados por vários cenários do filme. O problema é que a animação é de baixa qualidade, e apenas serve para nos lembrar porque a animação tradicional “still rules”! Sem falar que os próprios menus nem se comparam ao que vimos nos DVDs de “Branca de Neve”, “A Bela e a Fera” e “Roger Rabbit”.
No segundo disco as coisas não ficam melhores. O menu em si (agora narrado pelo Scar) é bastante simples, e apenas mostra um globo girando ao fundo que muda de tonalidade. Os extras estão divididos pelas “jornadas” ou pelos continentes. Nas jornadas, podemos ver os filmetes agrupados como se fossem pequenos making-ofs. Esse formato funciona bem, e ainda podemos acessar opções individuais nas “jornadas”, como featurettes adicionais e galerias. O problema mesmo está nos continentes. Além de repetir o mesmo material visto nas jornadas uma dúzia de vezes (será que eles acreditam mesmo que nós queremos ver os cartazes da Broadway toda vez que fazemos uma seleção no menu?), aqui temos muito material novo, mas está escondido ou misturado com os outros extras. Ou seja, é uma verdadeira caça ao tesouro. Não entendo o motivo de não terem incluído uma lista simples com os extras, como nos DVDs anteriores.

Quanto aos extras em si, eu achei que os mesmos são de melhor qualidade do que andam dizendo por aí. As jornadas são muito interessantes, e mostram toda a paixão que os artistas tem em relação ao projeto. O safári virtual é divertido, e mostra que é colocado bastante esforço e trabalho nesses DVDs. O principal problema não é com o material que eles incluíram, mas sim com o que deixaram de incluir. A Disney tinha tudo pronto do vídeo laser lançado em 1995, mas por que não utilizar o material aqui? Se foram cenas cortadas, storyboards, testes de animação, um elogiado making of produzido para a TV em 1994 e, principalmente, os trailers de cinema! Ou seja, além da falta da versão original, temos que agüentar o fato de que a Disney prefere colocar o vídeo clip dos “astros do Disney Channel” no DVD do que extras que falam com detalhe sobre a produção do filme.

Como disse acima, esse deveria ter sido um DVD triplo. O primeiro DVD com apenas a edição especial do filme, e o segundo disco poderia ser o mesmo. O DVD duplo não te “leva a explorar o fenômeno mundial de O Rei Leão”? Então, o terceiro disco te “levaria de volta ao tempo”, em 1994, e traria a verdadeira versão original do filme, os trailers de cinema e o making of original. Como disse antes, eles poderiam ter colocado esse disco extra no pack de colecionador.

Quanto ao tal “Gift Set”, a caixa é de muito boa qualidade, com detalhes em dourado e deve ficar muito bonita na estante dos clássicos. Ainda temos 9 litografias com desenhos dos personagens assinados pelos seus respectivos supervisores de animação. Já o livro possui 160 páginas, e confesso que é meio decepcionante. Eu esperava uma espécie de livro de arte, mas é apenas uma propaganda ao DVD, com algumas palavras do Don Hahn (que se encontram no próprio disco) e um monte de publicidade falando de como o DVD é ótimo e como os menus são impressionantes (!!!) e “Morning Report” é uma emocionante adição (!!!!). Para completar, ainda dizem que “O Rei Leão é o DVD da Disney que mais teve envolvimento dos produtores em sua produção”. Sei... dá um tempo, é só olhar os DVDs de “Atlantis” e “Fantasia 2000” para ver o que é participação dos produtores. A segunda metade do livro apenas conta a história do filme, ilustrado com stills do filme ou materiais de pré-produção.
Não, eu não me arrependo de ter comprado o kit. Digo que vou gostar se tivermos o mesmo tratamento para os próximos Platinum, mas digo que o livro merecia ser bem melhor trabalhado. E um DVD extra não faria mal mesmo.

Então, qual a conclusão? O DVD é decepcionante? Em certa forma eu diria que sim. O DVD é ruim? Certamente não. Na verdade, longe disso. O filme está apresentado em uma qualidade incrível, e há horas e horas de extras, tanto para crianças quanto para os grandinhos. O problema é que, para quem era para ser “o rei de todos os DVDs”, ele tropeça feio no meio do caminho.

Matheus

 
 Respond to this message   
Respostas

  • Eh mateus, nem tudo eh perfeito - Thiago Medeiros on Oct 23, 2003, 12:01 AM
  •  
    Create your own forum at Network54
     Copyright © 1999-2014 Network54. All rights reserved.   Terms of Use   Privacy Statement