<< Mensagem Anterior | Próxima Mensagem >>Voltar ao �ndice  

CAP 148 (CIÚMES... CIÚMES 2)

April 18 2009 at 4:08 PM
Sem pontuação para esta mensagem

  (Login manon3)
Forum Owner
do endereço IP 189.25.111.218

 

148 CIÚMES... CIÚMES 2

 

 

 

 

 

Armando chega com as filhas em casa, Camila logo sobe para o quarto enquanto dona Adriana se aproxima...

AD- O que houve?

A- Ciúmes... mas a criatura não tem culpa! (chateado)

AD- Já falou para ela isso?

A- Não... ela veio calada... não sei o que dizer... é melhor deixar Betty resolver... vamos papá Aninha?

Ele leva a caçula para a cozinha e dona Adriana sobe e entra no quarto de Camila... ela está sentada na cama olhando para o nada...

AD- O que houve minha filha? (senta ao lado dela na cama)

C- Nada! (séria)

AD- Brigou com o noivo?

C- Nem sei se é mais meu noivo...

AD- Como assim? Terminou com ele?

C- Não sei se o quero de volta!

AD- Mas o que houve?

C- Acho que ele me trai com umas meninas aí...

AD- Mas está certa disso minha filha... Camila... eu te conheço... te vi nascer... sei muito bem o quanto é ciumenta.

C- Sim... eu sei que sou... mas ele... como todo homem é um safado!

AD- Não acho isso! Seu pai não é safado! É um homem que ama a esposa e os filhos... vive para eles... então não é todo homem... e já conheci muitos homens de bem.

C- Então porque não se casou com nenhum deles? Já que existem tantos bons!

AD- Porque me dediquei a essa casa... a vocês e sempre tive meus namorados, mas nada sério para que não tivesse que escolher... eu trabalho para seu pai muito antes de você nascer... gosto dele como um filho...

C- Eu sei... para a senhora ele não tem defeitos!

AD- Mas é claro que tem! E muitos! Tanto que às vezes quero matá-lo, mas tudo passa... e assim são todos os homens Camila tem que aprender a conviver com eles minha filha... de uma chance ao seu noivo, garanto que não vai se arrepender!

C- Mas não dou mesmo... não quero sofrer!

AD- Bem... você se parece com ele... mas tem o gênio de sua mãe... e quando ela se irrita...

Dona Adriana sorri e sai...

Na fundação Edgar chega perto de Betty...

E- Betty tenho que te levar para casa!

B- Me levar? Porque?

E- Armando foi levar Camila para casa... ela estava nervosa e ele me pediu que te levasse.

B- Mas o que houve?

Nisso Leandro chega arrasado...

L- Papai o que houve? A onde ela está? Já procurei tudo!

E- Ela foi embora meu filho... obrigou o pai a levá-la!

L- Mas porque?

E- Ela estava possessa e parece que Armando disse que uma das meninas estava apaixonada por você e queria se casar...

B- Mas porque ele falou isso?

E- Não disse hoje... ela lembrou hoje...

L- Eu sei... mas ele estava brincando... eu estava presente quando ele disse... dona Betty... o que faço?

B- Converse com ela!

Leandro se afasta e liga para Camila... ela atente o telefone secamente...

C- O que deseja?

L- Porque foi embora?

C- Não tenho nada que fazer aí!

L- Como assim? Tem que ficar comigo... ao meu lado!

C- Leandro... ao seu lado eu não fico mais... acabou! (desliga)

L- O que?

Leandro se desespera e começa a chorar... Betty e Edgar se aproximam...

B- Calma meu filho... o que ela disse?

L- Terminou comigo... eu não fiz nada dona Betty!

E- Vamos eu vou te levar para casa e depois te levo Betty!

No hospital Reynaldo está no quarto esperando por Tatiele e Luciana que ainda estão na sala de parto... nisso chega uma enfermeira...

E- Parabéns papai! Sua esposa já está vindo!

Essas palavras soam doces para ele...

R- Não sou o pai... mas obrigado!

Nisso mais enfermeiros trazem Tatiele e a colocam na cama...

L- Ai meu querido... que lindo... fiquei emocionada!

Reynaldo a abraça...

R- Foi? Nossa fiquei aqui muito nervoso!

E- Por favor, falem baixo que ela precisa descansar!

Eles sentam no sofá do quarto enquanto a mamãe descansam e falam baixo...

R- Me conta como foi?

L- Lindo... a menina é linda... eu segurei o tempo todo à mão dela...

R- Ela estava nervosa?

L- Que nada... tranqüila... eu que me tremi toda! (risos) Meu Deus... que emoção!

R- Imagine sendo você a mãe! (sorri)

L- Está me querendo falar algo?

R- Não... sei que as coisas acontecem com o tempo... mas queria muito ter filhos com você.

L- Eu sei... eu também! Nunca desejei tanto ter filhos com um homem como quero com você!

R- Eu te amo Luciana!

L- Eu também te amo!

Eles se beijam delicadamente...

Betty chega com as crianças em casa Edgar não deixou que Leandro entrasse... que esperasse Camila se acalmar primeiro...

A- Como ele está?

B- Chorando! Ela ligou para ele e ela terminou!

A- Terminou? Está louca essa menina?

B- A onde ela está?

A- No quarto!

B- Já falou com ela?

A- Não... queria que você falasse!

B- Vamos lá!

Betty vai até o quarto de Camila bate na porta e essa está dormindo...

Mais tarde Betty está deitada no quarto vendo tv já com seu pijama azul esperando por Armando que chega acabado com brinquedos de Aninha...

A- Meu Deus... meu amor... (se jogando na cama) mudei de idéia... não quero mais filhos... não tenho mais idade para ficar pulando... cantando, fazendo vozes e dançado dia sim e dia não...

B- Um pouco tarde para isso... (passando a mão na barriga) se prepare para fazer isso todos os dias! (risos)

A- O triste é que ela também vai estar ainda tão novinha...

B- Pensasse nisso antes! (Betty deita sua cabeça no ombro dele)

A- Meu amor não paro de pensar na criatura... ele deve ter ficado muito chateado... mas como me foi conta direito!

B- Ele ligou para Camila e ela terminou no telefone... ele começou a chorar... queria vir aqui, mas o Edgar não deixou... acha que se ela se acalmar isso muda!

A- Ai ele se conformou?

B- Sim...

A- E não lutou por ela? Que amor é esse?

B- Meu amor... ele é um menino obediente.

A- Obediente... ele realmente não serve para a minha filha... ele precisa é uma conversa com seu pai... naquele dia da serenata que quase fui preso...

B- Quase foi preso meu amor? Não se preocupe eu te fazer uma visita intima! (risos)

A- Hum... mas ele me disse que eu dou muita confiança a você e ele está certo!

B- Meu amor... papai só fala, mas faz tudo que mamãe quer!

A- E ele pensa que eu não sei! (a beija)

Leandro está deitado na sua cama... ele não consegue dormir... só pensa no que ela disse...

L- Como pode me falar isso e assim? Que diabo de mulher ciumenta!

Ele levanta e vai até o corredor chega à porta do quarto dos pais e ouve que ainda estão acordados... ele vai até a sala e pega a chaves do carro que ganhou e sai... de pijamas e sem chinelo...

Os seguranças de Armando estão todos reunidos na guarita olhando a rua pelos monitores... até que Ramon vê um carro se aproximar perto do portão...

R- Olha... parou ali... quem será?

S- Deixe os homens apostos...

Eles olham e não acreditam... Leandro sai do carro e tenta pular o muro...

R- Saul... os cachorros estão soltos?

S- Sim... mas a Aninha morde mais que esses cachorros!

R- Quero ver o que isso vai dar...

Os seguranças olham tudo até ele conseguir...

R- Entrar ele conseguiu...

Eles observam ele andar pelo jardim e ir até debaixo da janela de Camila e começar a subir pela trepadeira...

S- Mas que filho da...

Saul sai atrás...

Armando que tomou seu banho e está de pijamas e roupão... ainda está chateado com a briga de sua filha...

A- Ele tinha que lutar por ela! Nunca vai ser um homem de verdade!

Armando escuta um barulho vir de cima da janela de Camila, já que parte de seu quarto fica em baixo...

A- Mas que barulho é esse?

Ele olha pela janela e o vê subindo...

A- Mas que filho da... Bettyyyy (vai até o quarto) sabe aquele seu ex genro?

B- O que tem meu amor?

A- Está pulando a janela dela! Desgraçado! Vou matá-lo!

B- Não vai não senhor! Deixa os dois se acertarem!

A- No quarto dela?

B- Pois fique do lado de fora do quarto... não entre!

Armando sai revoltado e da de cara com Saul subindo as escadas...

A- Hoje vai todo mundo para a rua!

S- Seu Armando eu não achei que ele conseguisse subir no muro...

Eles ficam na porta do quarto dela...

Leandro consegue entrar e assusta Camila que está deitada na cama... ele deita com e ela e a abraça...

C- Que susto!

L- Meu amor... perdoa-me...

C- Não tem o que perdoar...

L- Você queria me amar e eu não podia não é? Por isso que me deixou? Mas resolvo agora!

Leandro toca Camila intimamente sobre o pijama...

C- Tira a mão daí! (nervosa tirando a mão dele)

L- Desculpe-me não sei o que fazer!

C- Então é assim? Estava certa mesmo... você primeiro treina com suas amigas e depois faz em mim!

L- O que? Não entendi!

C- Suas amigas... Leandro... você mal me beijava e agora virou um especialista em sexo!

L- Você acha que uso as minhas amigas para te satisfazer? Eu não acredito nisso! Camila elas são como você... virgem...

C- Eu não sou mais virgem!

L- Como não meu amor... não fizemos amor...

C- Claro que fizemos... você não disse que esse é a nossa forma de amar? Então...

L- Camila... eu não vou te deixar e nem você a mim... porque me ama! (chorando) É minha! Só minha!

C- Sim sou sua! Mas e você é meu? Ou por acaso não sabia que aquela garota gosta de você!

L- Esse assunto corre por lá, mas nunca tive esse interesse.

C- Leandro... você mentia quando me dizia que era um cara feio que ninguém queria... sabia que estava sendo amado e desejado por aquela menina e sabe lá quem mais...

L- Não eu não...

C- Bem... como eu já te falei pelo telefone acabou! (seria)

L- Mila...

C- Saia do meu quarto!

L- Mila... eu...

Camila abre a porta do quarto e seu pai junto com Saul esperam do lado de fora...

L- Por favor... saia... papai o leve até a porta...

Armando morre de pena do menino e o trás para fora... Leandro abraça o sogro...

L- Feche a porta papai, por favor! (senta na cama)

Armando sente uma dor no peito ao ver o olhar da filha é o mesmo que Betty lhe deu quando o entregou naquela fadiga reunião...

A- Sim minha filha! (fecha a porta) Criatura o que faz aqui? (com pena)

L- Vim tentar!

Nisso chega James...

J- O que houve aqui?

S- O Romeu pulou o muro!

A- Saul o leve em casa!

S- Senhor é melhor deixar dormir aqui e se ele volta?

A- Olha... está tremendo de frio...

Armando tira o roupão e coloca nele...

J- Eu o levo senhor...

James o leva para o quarto de Bea que fica ao lado de Camila... nisso Betty sobe...

B- O que houve?

A- Meu amor... converse com ela... por favor! Eu não quero ver aquele olhar de novo Betty...

B- Está bem vou conversar com ela...

Betty entra no quarto e Camila chora sentada na cama...

B- Minha filha... que drama é esse? (senta ao lado dela)

C- Mamãe... ele mudou antes era um rapaz tímido e agora é uma maquina de fazer sexo!

B- O que? (apavorada)

C- Não mãe... calma... não é que fazemos... mas ele só pensa nisso e acho que ele treina em outras... esse papo de eu ser a única mulher que ele beijou é mentira... mamãe eu não quero sofrer... a senhora sabe como sou ciumenta!

B- Minha filha mesmo se ele estivesse um passado isso não o faria um homem ruim...

C- Mãe a senhora não entende...

B- Camila... eu não entendo de sofrer por um homem? Você está brincando comigo? Você tem idéia de quantas mulheres esse seu pai já teve antes de mim? Centenas! Ele era um canalha em todos os sentidos e isso me fazia sofrer muito... muito mesmo... mesmo depois de estarmos juntos... houve uma viagem que ele fez... meus pais ainda não sabiam do nosso namoro e eu achei que ele me traiu por lá... isso me matou, mas ele me esclareceu que não... sempre foi só meu!

C- Não sabia disso!

B- Mesmo achando que era traída por ele e enganada eu nunca deixei de amá-lo... por isso eu te digo que não ama esse menino!

C- Claro que amo!

B- Não! Não ama! Se amasse pararia com esse drama mexicano e conversaria com ele direito!

C- Amanhã eu falo com ele!

B- Amanhã não! Hoje! Não quero que ele passe a noite sofrendo por uns ciúmes que não existe! Ele está no quarto de Bea!

C- Mas e o papai?

B- Vá até lá e apenas...

C- Confie em mim mamãe... não vai acontecer nada!

Betty beija a cabeça da filha e sai...

C- Hum... será que o papai está de plantão aí?

Ela sai de sua janela e entra pela janela de Leandro pelas mesmas trepadeiras que ele usou... Saul que está deixando a casa vê...

S- Essa noite ninguém dorme! (vai para a guarita)

Continua...

 

 Fotos de Betty e Armando conversando sobre a criatura...

 

 

 

 

 

 

 

 



    
This message has been edited by manon3 do endereço IP 189.25.111.218 on Apr 18, 2009 4:10 PM


 
Pontuação Desabilitada. Você deve estar logado para pontuar mensagens.Respond to this message   
AuthorReply
Mila
(no login)
187.24.26.193

Re: CAP 148 (CIÚMES... CIÚMES 2)

Sem pontuação para esta mensagem
April 19 2009, 5:57 PM 

Essa Camila é totalmente doidinha, q é isso? Endoidece todo o mundo...rsrs...mas é muito divertida, só dá pra rir, né?
E realmente a Bety, bem q tá precisando de um carinho do marido!
Humm, ansiosa pra saber...
Abração!

 
Pontuação Desabilitada. Você deve estar logado para pontuar mensagens.
Manon
(no login)
189.25.68.16

Re: CAP 148 (CIÚMES... CIÚMES 2)

Sem pontuação para esta mensagem
April 22 2009, 4:01 PM 

Obrigada Mila hehehehe sim Camila é de matar heheheh quando a Betty não se preocupa ela vai ganhar o carinho hehehe
bjs

 
Pontuação Desabilitada. Você deve estar logado para pontuar mensagens.
Daiana
(no login)
201.66.175.184

Re: CAP 148 (CIÚMES... CIÚMES 2)

Sem pontuação para esta mensagem
May 12 2009, 5:57 PM 

Tive que comentar... a Camila tá muito chata com esse ciúmes todo, pior envolve toda a família... fiquei com peninha do Leandro, poxa, tão novinho e já tendo uma ciumenta atras dele... Faz a Camila cair na real logo, pois nem todo o amor do mundo vai ajudar o Leandro ter paciência!!!

bjs

 
Pontuação Desabilitada. Você deve estar logado para pontuar mensagens.
Current Topic - CAP 148 (CIÚMES... CIÚMES 2)  Respond to this message   
  << Mensagem Anterior | Próxima Mensagem >>Voltar ao �ndice  
Create your own forum at Network54
 Copyright © 1999-2014 Network54. All rights reserved.   Terms of Use   Privacy Statement